O DRAGÃO QUE ENFRENTAMOS


                           Resultado de imagem para guerreiro e dragão

Como sou "amiga do invisível" (palavras de um físico amigo meu), sempre consulto o oráculo da 5°Força, no sentido de encaminhar as ações do meu dia. Tal ação acontece, não porque eu tenha necessidade de "saber" as "coisas", mas pelo fato de eu ter consciência de quanto insignificante (e ao mesmo tempo preciosa) Eu Sou dentro do Universo. Um ser tão frágil, tão pequenino... e ao mesmo tempo tão grandioso em vida, em fé, em capacidade de experienciar e de esperançar. Por outro lado, um ser tão condicionado aos seus processos mentais que teme, "teme" se entregar e Ser Feliz. Nesse sentido, o oráculo é um canal de comunicação, onde eu recepto as orientações de meus Mestres a me direcionar nesta caminhada cotidiana, onde estou inclusa, junto com muitas pessoas que me procuram.

Existe uma mensagem que aparece insistentemente e que fala sobre uma luta. Arquetipamente, essa luta é conhecida como a Batalha de Jasão contra o Dragão que guarda o Velocino de Ouro. Jasão, filho do rei da Tessália, é enviado com seus Argonautas em busca do Velocino de Ouro, pele de um carneiro mágico oferecido por Zeus, que era guardada por um terrível Dragão. Esta batalha representa o momento onde o nosso ideal se choca com a realidade, representada aqui pelo dragão (as forças primitivas que resistem às mudanças); e falamos aqui da realidade material... aquela hora onde parece que as coisas começam a dar errado e não sabemos o porquê.

O maior desafio que temos é vencer a acomodação da vida prática, a inércia que nos toma conta quando devemos superar nossas limitações; quando deixamos que uma pequena libélula se transforme em um enorme dragão, como qual tememos a luta. Este dragão pode ser a insuficiência de aptidões, as dificuldades financeiras, o estresse ou mesmo a dificuldade de ajuste de visão em relação ao real... questões concretas que, em geral, ou são causadas pela nossa apatia ou pelo nosso medo de fracassar. Todavia, se quisermos prosseguir nessa caminhada e obtermos o nosso Velocino de Ouro, temos que vencer todos os obstáculos sejam eles internos ou externos e nessa luta, será inevitável a colisão entre a criatividade e a realidade.

Nesse momento, precisamos lançar mão da nossa arma de maior poder: o sagrado feminino, a força misteriosa da intuição, o respeito aos instintos, a persistência e a fidelidade a uma ideia, a percepção instintiva do tempo e do funcionamento das leis naturais. O dragão da realidade precisa ser enfrentado para que atinjamos nossos objetivos e necessitamos dar mais atenção às solicitações e aos limites da realidade concreta.

Somos reprimidos por estruturas de pensamentos adotadas no passado, envolvimento com outras pessoas ou velhos padrões de comportamentos; nos sentimos presos, mesmo tentando modificar nosso modo de agir; acabamos repetindo os mesmos processos e muitas vezes, na exaustão desta luta contra Tiamat, parece que não daremos mais conta de suportar os ferimentos. Mas, fomos dotados de livre arbítrio, podemos vencer qualquer fera; basta TRANSMUTAR, dissolver o velho, superar o envolvimento emocional e sairemos vitoriosos.

Cada um de nós trouxe uma missão quando veio para Gaya e agora chegou a hora de se conscientizar dela e de colocá-la em prática. Chegou a hora de vencer o "dragão", de encontrar o lugar onde desejamos viver, ocupar nosso espaço, viver a grandeza do Eu Sou. Temos a intuição, o pressentimento do caminho a tomar; muitos de nós já partiram, mas encontramos obstáculos, atitudes de reprovação ou somos ridicularizados pelo meio. Não podemos deixar que o desânimo tome conta. Vamos lá... um passo de cada vez, mesmo que não saibamos os resultados.

Vamos deixar que nossa consciência superior nos guie. Lembra? Estamos realizando uma missão, temos um lugar histórico no contexto cósmico. Enfrentemos Tiamat, certos de que "tal como em cima, assim embaixo", o macrocosmo refletido no micro cosmo; nossa consciência superior, o Eu Sou, a nossa totalidade, a nossa força surge para vencer qualquer obstáculo que a luta imponha. Nascemos para conseguir o Velocino de Ouro, somos herdeiros legítimos deste reinado, mas precisamos esquecer o comportamento padrão, os condicionamentos. Nossa força pode ser encontrada, basta que nos dediquemos à meditação e descontração.


Resultado de imagem para libélula

A nossa luta é contra uma libélula que transformamos em dragão; que tal invertermos o processo? Procuremos meditar e seja qual for nosso método, vamos experimentar visualizar: o círculo dourado (como símbolo da unidade, da totalidade, da psique, sem começo, nem fim); o quadrado (símbolo do corpo e da matéria) e o triângulo (símbolo da harmonia e do divino). Bom lembrar também que estamos perto da comemoração do Natal e toda meditação vai facilitar a comunicação com o divino e intensificar "o centro onde a vontade de Deus é conhecida" e o "centro a que chamamos a raça dos homens". Somos todos Guerreiros e devemos vencer todas as nossas lutas e nossos dragões, porque todo o trabalho a ser feito atualmente está, diretamente, relacionado com a distribuição desta energia... Energia de Luz... Energia de Amor.


Bjos no Coração
Namastê!
Saviitri Ananda - CRTH/BR0230

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TROCA DA ENERGIA SEXUAL

ARTUR - UMA ESTRELA QUE BRILHA

GRANDES MUDANÇAS DE ENERGIA