RINS E ENERGIA JING


                      Resultado de imagem para energia jing essencial                                
Todos sabem que sou muito ligada na Medicina Natural, principalmente a Ayurvédica, Andina e Chinesa. Neste momento, principalmente a medicina tradicional Chinesa me interessa bastante. Tive aulas de MTC com a Flavia Parente, uma pessoa linda, maravilhosa e uma das ocidentais que “detona” neste assunto. Também sou muito suspeita para me reportar a esta questão, porque sou espiritualista e desde sempre tive essa “coisa” com energia, aquilo de bater o olho e saber se pessoas, lugares e acontecimentos são do bem ou não, o que a gente chama de empatia; por isso levo essa coisa de energia muito a sério. Hoje, especificamente, vou falar dos Rins, porque estou tentando entender o que um feuconocitoma está fazendo em um deles...rs.

                             Resultado de imagem para rins
Quando falamos de energia, é impossível não falar sobre a importância dos rins. O rim, ao contrário do fígado, não sofre com as nossas emoções. O Rim tem emoções que estão a ele associadas, tais como o medo, a insegurança, a timidez, o autoritarismo e se estas emoções forem prolongadas por muito tempo, ou muito intensas, podem levar a alterações da energia do rim. A nossa vitalidade de modo geral depende do quanto é forte a energia do rim, e todo o processo de envelhecimento é comandado basicamente pelos rins; assim sendo, para se ter um processo de envelhecimento de boa qualidade devemos cuidar para que o desgaste da energia do rim seja lenta e gradual.

A energia do rim amadurece por volta dos 8 anos de idade, por isso, até esta idade, é possível que a criança ainda não tenha o controle da urina. No plano emocional ainda persistem os medos infantis. A partir daí a energia do rim vai chegar à sua plenitude por volta dos 35 a 40 anos, quando se inicia o processo de envelhecimento. De forma geral, podemos dizer que se uma pessoa aparenta menos idade do que tem, está com a energia jing equilibrada. O  Rim é responsável, em grande parte por nossas características físicas e nos fornece uma energia inata.Temos dois tipos de energia, uma adquirida, pela alimentação e pela respiração, e outra inata ou ancestral, que não é renovável e está armazenada nos rins.

                                                       Resultado de imagem para rins
Os rins também são considerados, por filtrarem todos os líquidos corporais, a fonte de energia yin e yang para todos os outros órgãos e a função dos rins na prática da MTC se relaciona intimamente com o elemento água. Os rins são o local de armazenamento da essência vital (jing), uma substância sutil responsável pelo crescimento, desenvolvimento, reprodução e fertilidade. Assim, uma disfunção crônica nas funções renais pode potencialmente afetar qualquer outra parte do organismo. Eles são a fonte do Qi pré-natal, que é herdado dos pais e interpretado como a constituição inata de uma pessoa e em última análise, a saúde e força dos rins é o fator determinante mais importante na vitalidade duradoura de uma pessoa e em sua longevidade. Quando somos fecundados, ganhamos geneticamente, uma poupança de vitalidade para usarmos ao longo da vida e se ao longo da vida retiramos pouco desta "poupança", evitando excessos e desperdícios e depositamos diariamente a essência vital abundante na natureza, a saúde e longevidade serão o prêmio. Todavia, se a "esvaziamos" diariamente e, raramente repomos ou a enchemos, essa "poupança" vai se esgotando rapidamente e um desencarne doentio ou precoce pode ser esperado.
Os sintomas de desequilíbrio nos rins incluem dores lombares, infertilidade, impotência ou desejo sexual excessivo, problemas urinários, fragilidade de ossos e dentes, zumbido ou surdez, edema ou asma.
Resultado de imagem para energia jing essencial
O equilíbrio do yin e do yang nos rins determina a eficiência do metabolismo da água no corpo, pois os rins controlam o metabolismo da água.  Quando o yang do rim ou o qi do rim estão deficientes, urina em excesso ou suor, devido à retenção severa de fluído, podem ocorrer. São os Rins que detém a energia vital (Qi). Enquanto os pulmões são o principal órgão da respiração, os rins proporcionam a força de "retenção" necessária para a inalação total, a respiração plena. Quando o yang do rim ou o Qi do rim está deficiente, uma pessoa pode ter dificuldade de inalação. De acordo com a MTC, os rins também são responsáveis pelo desenvolvimento de ossos e dentes fortes e quando os rins estão deficientes, os ossos tornam-se mais quebradiços e a saúde dental deficitária.
                                  Resultado de imagem para energia jing essencial
Os rins produzem medula e estão conectados ao cérebro. Na MTC a medula tem uma função muito mais ampla do que na medicina ocidental. Na fisiologia chinesa, a medula é derivada diretamente da essência Qi e é a fonte das células cerebrais e as deficiências nesta essência vital ou na medula podem gerar casos de deficiência mental. Os rins também regem também a audição e essa função tem grande significado clínico: as dificuldades de audição geralmente podem ser tratadas com a nutrição dos rins. A capacidade auditiva dos bebês é tida como subdesenvolvida devido à falta de maturação da energia do rim. As pessoas idosas são propensas a ter oscilações nos ouvidos ou audição prejudicada devido ao esgotamento do Qi dos rins com o tempo.

O Rim rege energeticamente várias estruturas, a saber, os ossos, a medula óssea, as articulações pequenas das mãos e dos pés, os tornozelos, os ombros junto com o fígado, o ouvido interno e a audição, os cabelos, as supra-renais, os orifícios inferiores (uretra e ânus) e a estrutura física do cérebro. A energia do Rim é responsável por toda a nossa estrutura física e sua conservação; em bom estado, nos permite vida saudável e longa e, se for o contrário,  pode significar duas coisas: ou se tem energia ancestral insuficiente ou se gastou muito a energia do rim. Algumas doenças estão diretamente associadas à energia do rim; todas as doenças dos ossos estão de certa forma associadas com a diminuição da energia do rim. Normalmente se instalam junto com o processo de envelhecimento: artroses, artrites, osteoporoses, e que normalmente vêm acompanhadas de outras doenças, em função do desgaste da energia dos outros órgãos, e aí teremos associados as hipertensões, os diabetes entre outras.

Rins e cabelos: O cabelo é uma estrutura gerada pelo rim, e pela sua observação podemos avaliar como está energeticamente o Rim da pessoa. A queda ou branqueamento precoce é um sinal de desgaste acentuado da energia Qi que pode ser tratado, desde que seja no início do processo, assim como as quedas periódicas que ocorrem, principalmente nas mulheres, como no pós-parto. As quedas, via de regra, coincidem com momentos de maior desgaste físico e ou emocional e que, sem tratamento podem gerar um quadro irreversível.

Risn e audição:  As otites são patologias comuns que ocorrem mais em crianças e são mais devidas a uma imaturidade energética do rim associada a fatores externos como vento frio e umidade, e por isso são mais comuns em crianças e tendem a desaparecer a partir dos 7-8 anos de idade, quando o rim atinge sua maturidade energética. A hipoacusia costuma ocorrer nas pessoas de mais idade e tem sua origem na diminuição fisiológica da energia do rim. A surdez do idoso não dá para ser tratada só pela medicina natural, precisando dos recursos tecnológicos da medicina convencional.

                                Resultado de imagem para energia jing essencial

A essência JING, pré-natal é derivada do material genético dos pais, assim como de sua vitalidade, seu estilo de vida, hábitos e nutrição e é essencialmente a constituição herdada por uma pessoa no nascimento. Por outro lado, está ao alcance do controle da pessoa porque ela deriva da alimentação e do ar. Uma pessoa com uma essência pré-natal fraca pode levar uma vida ativa e saudável através da manutenção de uma forte essência pós-natal. Um estilo de vida saudável, juntamente com exercícios e práticas de respiração (yoga, qi gong, tai chi) são os meios para conseguirmos uma essência pós-natal forte. Uma pessoa com uma constituição fraca e um estilo de vida saudável está em melhor condição do que uma pessoa com uma forte constituição e um estilo de vida destrutivo.

Bjos no Coração
Namastê!
Saviitri Ananda - CRTH0230


Os Rins na Medicina Tradicional Chinesa

Rim (Shen) – Elemento Água – Shao Yang do Pé

Fala-se de Rim no plural, porque trata-se de um órgão par e porque, tradicionalmente, se distingue o Rim esquerdo (Yin) e o Rim direito (Yang). De fato, se trata de uma distinção simbólica e fisiológica, e não anatómica. Os Rins constituem a raiz do Céu anterior, a fonte do Verdadeiro Yin (Zhen Yin) e do Yang Original (Yuan Yang). Embora simbolicamente, em relação com a água e os Cinco Movimentos, se diz que os Rins são “Órgãos de Água e Fogo” (Shui Huo Zhe Zang).
A sua principal função é de guardar um tesouro. Eles são a principal reserva do corpo que precisa para manter e preservar. Em caso de necessidade, compensam as deficiências dos demais órgãos, em prejuízo das forças vitais mais essenciais. Por esta razão, é porque outros autores antigos aconselhavam tonificá-los com mais frequência do que dispersá-los.
Todas as doenças crónicas de tipo Vazio evoluem com o tempo para uma deficiência dos Rins. O esgotamento progressivo do Qi dos Rins ao longo da vida produz as diferentes etapas do envelhecimento. Os Rins estão em correspondência com o Inverno.
Funções
  • Os rins armazenam o Jing (Shen Cang Xue). São a casa do Jing Inato (Céu anterior), transmitido pelos pais, ao que se associa o excedente de Jing Adquirido (Céu posterior), que procede da essência dos alimentos que não foram utilizados para cobrir as necessidades do organismo. Assim pois, pode-se afirmar que, apesar das suas diferentes origens, o Jing Inato e o Jing Adquirido são interdependentes e guardados nos Rins. O Jing dos Rins é útil para a maturação das funções sexuais e para o desenvolvimento da fecundidade. Favorece igualmente o crescimento e o desenvolvimento, desde o nascimento até à idade adulta.
Por outra parte, contribui para a produção de Sangue por meio da medula vermelha dos ossos que é um aspecto do Jing. Finalmente, o Jing dos Rins intervém na construção das defesas imunológicas;
  • Deve-se notar que o Qi dos Rins produz-se a partir da transformação do Jing dos Rins, posto que estes dois elementos são interdependentes a tal ponto que se fala as vezes simplesmente de Jing Qi (Energia Essencial – Essência e Energia). É desta combinação que tem saído o Yin e o Yang dos Rins. O Yin dos Rins, o Yin Verdadeiro (Zhen Yin), é a fonte dos líquidos Yin que nutrem e humedecem todo o corpo. O Yang dos Rins, o Yang Original (Yuan Yang), está associado com o Fogo do Ming Men, o Fogo Verdadeiro (Zhen Huo). Nos Rins, o Yin e o Yang são tão interdependentes e estão tão próximos da sua fonte, que o esgotamento de um alcança o outro. É o único Órgão do qual se fala comummente de Vazio de Yin e de Yang.
Em caso de disfunção: transtornos do crescimento e do desenvolvimento, envelhecimento prematuro, diminuição da energia sexual, esterilidade, transtornos da produção de Sangue, défice imunitário (dos idosos, por exemplo);
  • Os Rins regem a água e os Líquidos (Shen Zhu Shui Ye). Para além disso, são a fonte inferior da água. Participam do transporte da parte pura dos líquidos que vão nutrir os tecidos e transformam a parte turva que é excretada por meio da Bexiga. Em relação com o Pulmão, que regula os Líquidos na periferia do corpo e com o Baço que os extrai da alimentação, os Rins são responsáveis pela parte profunda do organismo, pela evaporação dos líquidos (pelo Yang dos Rins), da sua transformação e excreção. Em caso de disfunção: edemas, oligúria, ou pelo contrário, poliúria e polaquiúria;
  • Os Rins regem a recepção do Qi (Shen Zhu Na Qi). Atraem e recolhem o Qi que o Pulmão faz descender até eles. Este ancoradouro de Qi, permite que a respiração seja ampliada, harmoniosa e eficaz. Diz-se que o Pulmão rege o Qi e que os Rins são a sua raiz.
Em caso de disfunção: dispneia, asma, sensação de angústia ou tristeza grande.
Correspondências Principais
Nas emoções: o Medo (Kong);
Nos líquidos: a Saliva (Tuo);
Em caso de disfunção: Propensão a excesso de saliva.
Nos tecidos corporais: Os Ossos (Gu), as Medulas (sui) e os Dentes (Chi);
Em caso de disfunção: Deficiência de crescimento ou de restabelecimento dos ossos, distrofias ósseas, atraso no fecho das fontanelas, cáries nos dentes.
Nas manifestações clínicas visíveis: os Cabelos (Fa);
Em caso de disfunção: Cabelos secos, frágeis, sem brilho, cabelos brancos, alopécia.
ELEMENTO: ÁGUA
ÓRGÃO: RIM
COR: PRETA
SABOR : SALGADO
EMOÇÃO: MEDO E TERROR
FAZ O QI DESCER ( e abre os orifícios inferiores )
Exemplo: o medo pode fazer a pessoa urinar ou evacuar sem controle.
( “Urinou-se de medo ” )
E se expressa nos Cabelos, Ossos ( Dentes),
Articulaçōes, Audição
Enfermidades CONGÊNITAS
( Herança do Qi Pré-celestial ou Herança Genética )
Seu complemento acoplado: BEXIGA
( Adicionado por Dra Elizabete Maria de Souza )
Ming Men – A porta da vida
O conceito de Ming Men aparecia no Nan Jing, mas se desenvolve principalmente a partir da dinastia Ming. É um órgão sem forma física, cuja fisiologia está indiscutivelmente unida aos Rins. Os antigos mestres são unânimes em sua localização.
Segundo Nan Jing e os que têm se inspirado nele, o Ming Men é Rim direito (Rim Yang): “Há dois Rins, mas os dois não são Rins. O da esquerda é o Rim e o da direita é o Ming Men” (Nan Jing, 36). Para outros, como Yu Tuan (1438-1517), o Zhang Jin Yue (1563-1640), Ming Men está presente nos dois Rins. Finalmente, alguns como Zhao Xian Ke, da dinastia de Ming, o localizam entre os dois Rins. Seja como for, Ming Men representa um aspecto particular na atividade dos Rins.
A função principal do Ming Men é regular o Yuan Qi (Energia Original), que é o vetor essencial para formar as energias do corpo, daí a expressão “Fogo do Ming Men” para designar Yuan Qi. É por esta razão, porque o Ming Men apresenta-se frequentemente como o Yang dos Rins. Mas para alguns autores, Ming Men não pode limitar-se ao aspecto Yang. Para eles, Ming Men (Porta da Vida) significa o Yang Original, e Yang Verdadeiro, chamado então “Fogo do Ming Men” (Ming Men Huo) e o Yin Original ou Yin Verdadeiro, chamado “Água do Ming Men” (Ming Men Zhi Shui).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TROCA DA ENERGIA SEXUAL

PRIMAVERA CHEGANDO - NOVAS ENERGIAS

SINAIS QUE ANUNCIAM A NOITE ESCURA DA ALMA