• Saviitri Ananda

ESPELHO AUTO EXISTENTE - KIN 238


O Kin do Espelho é representado pelo número 18. Este número, dentro da crença judaica, é equivalente ao valor numérico da palavra "chai", que significa "vivo" e corresponde ao poder de vontade na alma. Como um espelho, este Kin reflete as coisas como elas são, sejam verdades, belezas ou ilusões. É no que vemos refletido que encontramos a nós mesmos, as coisas inacabadas, as questões não resolvidas que nos distanciam da nossa divindade. A energia de Etznab nos convida a atravessar o portal do espelho e lá estando, vamos encarar a nós mesmos e enxergar o que somos em essência. Temos neste momento a oportunidade para deixar emergir nosso Ser mais puro, longe das ilusões e de uma imagem fictícia que elas formaram. A ordem é refletir em seus sentidos mais expressos; vamos refletir sobre tudo o que fizermos, sobre a nossa Luz, sobre o que sabemos...tudo com muita calma. Vamos refletir sobre tudo o que sabemos (ou pensamos saber) e lembrar que somos espelho também e refletimos o outro; sempre mantendo a ordem dos nossos pensamentos e de nossas ações. Procuremos manter a calma, para refletir nossa paz interior e se tudo parecer confuso, vamos parar, respirar fundo e seguir firmes e fortes em frente. Conversar com a gente mesmo frente ao Espelho nos fará bem porque pode nos aproximar de nossa própria divindade e não devemos esquecer que somos o que pensamos ser. Vamos nos expressar da forma mais clara quanto possível, permitindo que o outro também se expresse e evitar concentrar a conversação apenas em nossos pontos de vista. Afinal, saber escutar é uma forma de falar e de dizer que respeitamos o outro, tanto quanto a nós mesmos. Saibamos perdoar e transmutar toda e qualquer situação negativa, e se a negatividade for muita, nos afastar do ambiente que a contém. Reconhecendo que todas as perspectivas são relativas à visão do observador, o Espelho permite que todos os pontos de vista sejam válidos e mesmo ao encontrar oposições, ele entende todas as opiniões como verdades subjetivas, sabendo que em seu universo nada é absoluto e fixo. Se "olhe com muito amor.


Refletir, Medindo a Ordem com o poder do Infinito O Tom Auto existente (CAN) induz-me a questionar: o quê, onde, quando, porquê e como; induz-me a definir detalhes, especificar, determinar parâmetros e medir possíveis cenários. Planeio e sonho com a estrutura que almejo! A sabedoria do tom auto existente ajuda o meu desenvolvimento ao observar que, quando registro a fórmula para a criação de algo, os outros podem replicá-las, baseando-se nos meus valores. Lembro-me das minhas definições cotidianas e construo as minhas próprias percepções, que dão forma ao mundo. Todos funcionamos como sistemas abertos, portanto sou capaz de reestruturar as minhas perspectivas e transformar a minha realidade. Como seres humanos, carregamos muitas percepções sobre nós mesmos e sobre os outros ao nosso redor. Enquanto parece que os pontos de vista são fundados pela experiência, todas as percepções estão, na verdade, refletindo o ambiente da minha psique. O Espelho Branco (ETZNAB) representa a Sala de Espelhos, onde posso olhar para o meu próprio reflexo e ver a verdade sobre mim mesmo. Como um espelho, este Selo reflete as coisas como elas são, sejam verdades, belezas ou ilusões. Aqui posso encontrar trabalhos inacabados, dissonâncias de dificuldades ou questões cobradas que me mantêm longe da expressão completa da minha Divindade. Reconhecendo que todas as perspectivas são relativas à visão do observador, o Espelho permite que todos os pontos de vista sejam válidos. Mesmo ao encontrar oposições, ele entende todas as opiniões como verdades subjetivas, sabendo que no seu universo nada é absoluto e fixo. O Espelho Branco convida-me a investigar a minha fonte de reflexões e polir o espelho da minha mente. Assim, todos os acontecimentos da minha vida podem ser usados para que me veja mais claramente. Quando caminho pela reflexão, posso entrar na realidade maior, a verdade por trás da sala de espelhos. Na Sala dos Espelhos não existe bem ou mal, certo ou errado: existe somente o reflexo do que realmente é. Conforme aprendo a ver a mim mesmo, começo a observar minhas reações emocionais como sinais que indicam onde focar a minha atenção para o meu crescimento. A forma ideal de refletir emerge quando entrego o propósito de criar atraindo a mente bem como os meus desejos ao Plano Maior e me torno receptivo e confiante em relação à forma que é canalizada através de mim. Uso o poder da definição para ver, compreender e relacionar-me com a vida mais autenticamente. Medir a ordem permite-me ver a dimensão das coisas e dá-me o poder do discernimento, para que se manifeste o alinhamento correto.

“Deixo-me guiar pela magia de ver-me refletido e contemplo partes que estão na sombra, impedindo-me de ver a luz.”

Kin 238, Espelho Auto Existente Branco Eu defino com o fim de refletir Medindo a ordem Selo a matriz do infinito Com o tom auto existente da forma Eu sou guiado pelo poder da intemporalidade Tom 04: Auto existente (CAN) – Qual a forma? PODER – Define AÇÃO – Mede ESSÊNCIA – Forma

SELO 18: Espelho Branco (ETZNAB) PODER – Infinito AÇÃO – Refletir ESSÊNCIA – Ordem Castelo Verde Central do Encantar Espelho Branco Gênese da Lua Onda Encantada 19 da Águia Azul Tom Auto existente

Bjos no Coração Namastê!





0 comentário

Posts recentes

Ver tudo