• Saviitri Ananda

NOITE ESCURA DA ALMA


"Do sofrimento emergiram as Almas mais fortes; os personagens mais notáveis são marcados com cicatrizes"

Khalil Gibran


Embora todos nós nasçamos com Almas, nem todos nós sabemos como incorporá-Las plenamente e integrá-Las em nossa experiência humana. A verdade é que, no nosso mundo moderno, vivemos centralizados no ego, em vez de centralizados na Alma. Místicos, santos e xamãs ao longo da história se referiram à nossa batalha como seres humanos de maneiras diferentes - mas todos eles apontaram para a necessidade de conscientemente crescermos em nosso potencial divino. Uma dessas pessoas foi São João da Cruz, um monge que cunhou o termo "Noite Escura da Alma" - o nome de um de seus poemas baseado em sua própria experiência mística. Nos dias de hoje, o conceito da Noite Escura da Alma veio a ser usado de uma forma muito mais ampla, rotulando qualquer coisa (dias ruins, depressão, morte, crises, desequilíbrios, etc). "Eu sou uma floresta e uma noite de árvores escuras: mas aquele que não tem medo da minha escuridão encontrará bancos cheios de rosas sob meus ciprestes." Friedrich Nietzsche Mas afinal o que vem a ser a "noite escura da alma"? Mesmo no século XVI, o próprio São João da Cruz teve grande dificuldade em distinguir a Noite Escura da depressão, termo que não era comum na época, mais conhecido como melancolia profunda. Os sintomas da Noite Escurada Alma são semelhantes, ao que hoje denominamos depressão. Mas enquanto a depressão é considerada psico-neuro-biológica, a Noite Escura anuncia uma mudança profunda, uma transformação espiritual. Aqui estão 7 atitudes ou estados de ser que podem significar que podemos estar passando pela Noite Escura da Alma: - sentimos um profundo sentimento de tristeza (tristeza que é frequentemente desencadeada pelo estado de nossas vidas, do rumo que a humanidade está tomando, da crise mundial) - Temos uma sensação de sermos indignos em relação ao que temos e sentimos - Nos sentimos, constantemente, condenados ou perdidos a uma vida de fracassos, sofrimentos ou vazios - Possuímos um sentimento doloroso de impotência e desesperança - Nossa força de vontade e autocontrole estão enfraquecidos, tornando difícil a nossa ação - Perdemos o interesse, o estímulo, a alegria, a vontade de fazer coisas que antes nos estimulavam - Sentimos saudade de um lugar distante, longínquo; ansiamos retornar a "nossa Casa". A diferença fundamental entre a depressão e a Noite Escura da Alma é que a depressão é geralmente auto centrada e a Noite Escura é de natureza filosófica, por isso, é acompanhada por reflexões existenciais ( por que estamos Aqui, qual o nosso propósito, para onde vamos...). Além disso, quando a depressão termina, não há muitas mudanças em nossas crenças, valores e hábitos. No entanto, quando a Noite Escura da Alma termina, tudo em sua vida é transformado, e a vida se torna maravilhosa.

"Meu desejo de viver é tão intenso, e embora meu coração esteja quebrado, corações são feitos para serem quebrados: é por isso que Deus envia tristeza para o mundo ... Para mim, o sofrimento parece agora uma coisa sacramental, que santifica aqueles a quem toca... "

Oscar Wilde Kazimierz Dabrowski, psicólogo, psiquiatra e médico polonês, conhecido por sua teoria da "desintegração positiva", como um estágio no desenvolvimento da nossa personalidade e que também era um poeta, com o pseudônimo de Paweł Cienin, via a tensão e a ansiedade como necessárias no processo de amadurecimento espiritual e psicológico. Afirmava que , o conflito ou "fricção" interior, faz com que o "espelho de nossas Almas" seja polido o suficiente para que possamos vislumbrar nossa verdadeira natureza. Muitas vezes ouço pessoas falando da Noite Escura como alguma questão (na verdade usam a palavra "problema"), que elas têm para resolver, consertar, ou a uma situação que passaram há muito tempo e que já acabou. E, na verdade, o que estas pessoas pensavam ser uma Noite Escura foi apenas um vislumbre da escuridão dentro delas, especialmente quando elas falam egoicamente sobre isso, como se fosse um ato de bravura, um distintivo de honra. A verdadeira Noite Escura da Alma nos deixa um impacto duradouro, transmuta nossas energias, nos muda completamente. Quando "acordamos" da Noite Escura, descobrimos que algo sempre nos é tirado e modifica, para melhor, nossas crenças, percepções, significados e significantes anteriores na vida, ou, mesmo que em casos raros, nosso ego.

Ananda Kentish Coomaraswamy , foi um filósofo e metafísico ceilonês, historiador pioneiro e filósofo da arte indiana. Coomaraswamy construiu uma ponte entre o Oriente e o Ocidente que foi projetada para ser de mão dupla e seus escritos metafísicos visavam demonstrar a unidade do Vedanta e do Platonismo e reabilitar o Budismo original, uma tradição que durante muito tempo, limitou a uma rebelião dos shatriyas contra a autoridade brâmane. Ele foi um estudioso da Noite Escura da Alma, e que pregava que nenhuma criatura poderia atingir um grau superior de natureza sem deixar de existir. Quando passamos por uma transformação interna e conhecemos o nosso "lado escuro" é que podemos mudar a nossa natureza e renascermos (transmutar, transpor, renascer). Toda borboleta quando começa a emergir do casulo, primeiro tem que lutar para fortalecer suas asas. E se nós tentarmos solta-la prematuramente, ela não poderá voar porque seu estágio crucial de têmpera/resistência não terá ocorrido. Com as árvores é a mesma coisa. Elas precisam do vento para construir sua força estrutural para se manterem eretas; sua Noite Escura da Alma é seu vento, seu casulo; é a luta para verter/deixar ir o Eu Ego para incorporar o Eu Alma. Se tentarmos evitar o trabalho árduo de, como disse Ananda Coomaraswamy , "deixar de existir", ou quebrar suas antigas estruturas confinantes, não teremos o que é preciso para realmente incorporar nossa natureza essencial. Como seres humanos, a perspectiva de mudança é evitada e resistida porque é um território desconhecido, por isso a tememos. Por essa razão, precisamos de um Despertar Espiritual. Esse "despertar" pode ocorrer de várias formas, o mais comum é que ocorra através de professores (que, já tendo despertado, são sábios). Mas também pode ocorrer, de maneira espontânea, devido à experiência de vida ou através da busca de pessoas com almas aperfeiçoadas. Os "despertares" chegam de várias formas: um diagnóstico terminal, velhice, uma experiência de quase morte, um acidente físico, a perda de um ente querido, um rompimento romântico, a destruição da casa ou mudança forçada de lugar, depressão suicida ou perda completa dae sua fé religiosa.

A Noite Escura é um arauto, uma mensageira, um presságio de mudança. Isso nos permite saber que não podemos continuar vivendo do jeito que vivemos. Não há crescimento, não há despertar na vida, para a vida, sem primeiro ver e reconhecer a nossa decepção existente. Reconhecer nossa frustração significa tomar consciência do profundo sentimento de “incompletude” que todos carregamos; significa tornar-se consciente de que algo está desesperadamente ausente de nossas vidas.

Aqueles que experimentaram, ou estão experimentando uma Noite Escura da Alma, saberão que algo fundamental em um nível central está fora de foco ou completamente ausente em suas vidas. Aqueles que passam por uma Noite Escura sentirão que muito mais é possível em suas vidas, mesmo que eles não saibam exatamente o que o “muito mais” seja. Uma das razões mais comuns pelas quais as Noites Escuras ocorrem e são prolongadas, é devido a experiências místicas, ou vislumbres curtos do divino, que os professores espirituais frequentemente chamam de “Graça” ou Samadhi. Logo depois, a pessoa “perde” essa experiência e mergulha novamente na infelicidade. Isso é chamado de “efeito halo”, “pós-brilho/ o resplendor crepuscular”, ou do que os sufis falam como “Sobriedade da União”.

Por que o "efeito halo" acontece? Isso acontece por causa do grande contraste entre o Eu Divino redescoberto e o retorno ao Eu Ego desconectado e atormentado. Para a pessoa espiritualmente madura, o efeito halo prepara o terreno para um encontro futuro com o transcendental, com Deus. No entanto, para o candidato menos preparado, o vislumbre do Divino desperta ainda mais angústia à medida que antigos hábitos, obsessões, pensamentos e comportamentos reaparecem. Agora, essa pessoa percebe que tem uma tarefa longa, complexa e exigente de purificação e transformação à sua frente.

Na Alquimia Espiritual há uma palavra para essa experiência chamada “solutio”; colocar todas as coisas difíceis nas águas da reflexão (suas ideias, seus hábitos, ...), onde se dissolvem e se rompem, mostra o que são e lhe dá a oportunidade de um novo começo. A solução de alguém para o sofrimento e a desconexão do reino divino pode ser qualquer método de cortar, desalojar, desintegrar e limpar partes antigas de sua vida, para que você possa recomeçar. Essencialmente, a Noite Escura é um processo de abandonar a sua antiga casa e ir em busca de uma Nova.

Compreensivelmente, esse processo requer um enorme salto de fé para o desconhecido, que pode ocorrer de maneira súbita e assustadora. Se você acha que pode estar passando por essa jornada, é importante saber que muitos de nós estão onde você está. Muitas pessoas ainda estão. Não há mapa, há apenas a luminescência reluzente da sua Alma para iluminar o caminho. Espero que este artigo possa encorajar e apoiar você, se estiver realizando essa descida ao seu submundo. Recomendo como terapeuta que você leia mais sobre o nosso Processo de Despertar Espiritual ( que é o nome de um livro maravilhoso). Por enquanto, aqui está minha citação favorita sobre a Noite Negra da Alma, de David Whyte, que entendeu o valor de fazer as pazes com a escuridão:

“Hora de ir para a escuridão onde a noite tem olhos Para reconhecer a sua própria. Lá você pode ter certeza Que você não está além do Amor. A escuridão será seu o seu casulo esta noite. A noite vai lhe dar um horizonte mais do que você pode ver. Você deve aprender uma coisa. O mundo foi feito para ser livre. Desista de todos os outros mundos Exceto aquele a que você pertence. Às vezes é preciso escuridão E o doce confinamento de sua solidão Para aprender Que qualquer coisa ou alguém que não lhe torna vivo É demasiado pequeno para você. - "Doce Escuridão", por David Whyte

Bjos no Coração

Abraço na Alma

Namastê!

Saviitri Ananda - CRTH0230

Fontes:

https://www.decoracaoacoracao.blog.br/

https://lecocq.wordpress.com

https://wakeup-world.com/2018/09/10/7-signs


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo