• Saviitri Ananda

QUANTICAMENTE...EU


Este artigo foi escrito há alguns anos atrás, quando voltei de uma "viagem" maravilhosa. O curioso foi que eu pensei estar indo para um grande passeio turístico e acabei participando de uma peregrinação ao encontro de mim mesma. Capilla del Monte (Cordoba - Argentina) é um lugar lindo, energeticamente fantástico e um portal de entrada para ERKS.

Nada de formalismos, condicionamentos, normas ou regras. Chega de ficar na caverna escura imaginando o "monstro" que está lá fora para nos devorar. O que nos devora é a ignorância e a falta de ousadia. Sou metamorfose ambulante, me modifico e modifico a tudo todos os dias... porque nada será como está...nem agora, nem hoje, nem amanhã...afinal...temos mesmo esse tempo a que chamamos de tempo?

Por que “quânticamente”? Porque estou tentando me livrar destes condicionamentos que me foram impostos; porque quero crer que o Universo é muito mais do que aquele que se justifica na Primeira Teoria de Newton. Não dá mais para acreditar que apesar de todo o desenvolvimento da ciência e do surgimento da física quântica, as pessoas ainda teimem em adotar uma teoria do século XVII. Sabe o que é pior? Que a maioria das pessoas não têm condições de enxergar a realidade através da Teoria Quântica, porque ela ainda não é matéria do ensino fundamental...dizem os mais catedráticos que esse conhecimento é extremamente especifico e a linguagem da física quântica é a matemática avançada. Mas, na verdade o que não se quer, é que esse conhecimento seja ensinado nas escolas, porque isso ocasionaria uma transformação da realidade. Teríamos um mundo completamente diferente do de hoje. Pelo prisma da fisica quântica, a mente prevalece sobre a matéria e a pessoa que tem uma compreensão de realidade, fundamentada na quântica, vai perceber que a mente prevalece sobre a matéria, e poderá participar de todo processo criativo. Muitos estudiosos, colocam como exemplo de fácil compreensão, o modo como as crianças vivem na sua primeira infância, onde éramos quem queríamos ser e podíamos tudo porque não havia condicionamentos e o pensamento cartesiano não nos atingia. A questão é que, vamos aprendendo a viver neste mundo, somos educados socialmente e aos poucos perdendo a fé em nossos sonhos... não mais acreditamos em nossas possibilidades...ficamos limitados.



A quântica faz com que possamos tornar possível uma coisa que normalmente achamos que é impossível, pois ela é o "Reino das Possibilidades". O mundo pode ser da forma que acreditamos que ele seja... nós construímos o nosso meio. Buda dizia que a mente prevalece sobre tudo, domina e cria tudo e Eisntein que mudando a frequência do pensamento podíamos alterar a matéria. No nosso Universo, existe uma substância chamada “substância quântica” que nós conhecemos com o nome de éter; essa substância é um mar de todas as possibilidades; a primeira coisa que temos de fazer quando desejamos algo, é filtrá-la desse quadro de todas as possibilidades. Filtrada e não sendo ainda o objeto do nosso desejo, a observamos atentamente e nesse ato o que ainda não era, se transforma naquilo que queremos, por exemplo, um elétron, um próton, etc... Os místicos de milhares de anos atrás já conheciam parte deste universo quântico, mas muito deste conhecimento foi perdido na condenação de alquimistas e na "caça às bruxas"; a Santa Inquisição, que não teve nada de santa, atrasou e muito o nosso conhecimento do Universo. Hoje a ciência já tem claro que existe uma realidade maior que dá sustentabilidade a essa realidade newtoniana em que nós vivemos; os fenômenos quânticos é que vão dar origem a tudo o que existe. Mas esse conhecimento é tão complexo que se torna difícil de ser compreendido pelo intelecto humano; ele o transcende. O cérebro foi criado para compreender o tridimensional, aquilo que nós vivemos no corpo físico, na matéria palpável, na objetividade... na quântica não existe mais um universo objetivo, tudo é subjetivo, porque nós somos parte do experimento. Existe muita energia no nosso nada; não há mais vazio na natureza: ou há matéria ou energia. O nada é ausência da matéria, mas tudo é criado nesse vácuo absoluto; é nesse local que matéria e anti-matéria se criam, cada partícula com seu par. Na hora em que se juntam essas duas coisas, elas formam a energia original, que deu origem a isso.


Há cinco mil anos, o hinduísmo mencionava o arquivo akáshico e mundos paralelos, dos quais hoje a física quântica começa a falar; os conhecimentos eram obtidos por "revelação", eles eram revelados aos iniciados. Para ter acesso a um conhecimento, é

 necessário se ter uma noção ética, e um grau de evolução, porque esse tipo de conhecimento só é percebido através de uma frequência sutil e a mente só consegue acessar certos conhecimentos através de um fenômeno chamado ressonância. Só conseguimos chegar numa determinada frequência onde esses conhecimentos estão, se adquirirmos um grau de sutileza tal que é capaz de entrar em harmonia com esse conhecimento, fato que independe de cultura, mas sim de sabedoria. O conhecimento está todo no Universo, à disposição e o que precisamos fazer é simplesmente aceitá-lo e dar-lhe forma matemática compatível com a realidade em que vivemos. "Eu sou o tudo e o nada", quânticamente sempre vou ser "Eu", metamorfose ambulante. E ainda citando a música, não quero mais ter velhas opiniões formadas sobre tudo, porque eu faço parte do pulsar do Universo e nele posso ser o ilimitado.


Sou uma eterna buscadora ... metamorfose ambulante...senhora de mim. Sem verdades absolutas, pulso com o Universo em busca do inatingível. Sou inimitável e sem limites... quântica.


Claro que como foi escrito há 9 anos atrás, eu desconhecia alguns termos que hoje me são familiares no estudo da Física Quântica. Recomendo a quem se interessar por este estudo a ler os livros publicados pelo Profsor Osny Ramos.


Deixo para quem se interessar, alguns termos para serem pesquisados:

-campo quântico

-campo de Hilbert

-elétron/positron (matéria e antimatéria)

-foton

-colapso de onda


Bjos no Coração

Namastê!

Saviitri Ananda - CRTH/BR0230



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo