• Saviitri Ananda

TANTRA & REPRESSÃO SEXUAL



O importante esclarecer que Tantra não é sexo, mas o sexo pode ser Tantra. A palavra significa energia em movimento; é uma filosofia de vida hindu de natureza comportamental tendo por principais características a sua natureza matriarcal, sensorial, naturalista e desrepressora.


Atualmente o Tantra começa a ser visto aqui no ocidente, como ele realmente é: própriocepção, conhecimento. A prática do Tantra é antes de qualquer coisa, consciência, para nos levar de volta para casa, para nossa origem divina.

Os conceitos do Tantra são baseados no culto de Shiva e Shakti: visualiza o Brahman definitivo como Param Shiva, manifesto através da união de Shiva (a força passiva, masculina, de Shiva) e Shakti (a força criativa, feminina, de sua esposa, conhecida também como Kali, Durga, Parvati e outras). "Para manipular uma sociedade, é necessário que exista o medo e culpa, e uma das formas de conseguir isso é através da repressão sexual, mas o Tantra traz consciência que conduz a liberdade." Sexo de ótima qualidade é bom para toda saúde do corpo, o contato entre o pênis e a vagina propicia melhor saúde em todo organismo porque ambos os genitais recebem uma massagem, que devido a reflexologia, reflete em todos os órgãos e sistemas. A Reflexologia é a base da Medicina Tradicional Chinesa, da Medicina Indiana, do Tantra e do Taoísmo. Ideias utilizadas na Acupuntura, na Massoterapia, na Massagem Tântrica, na Terapia Tântrica, entre outras áreas da saúde. Por isso as religiões condenam o sexo e a masturbação, porque quando as pessoas estão satisfeitas sexualmente, estão em equilíbrio, tem o poder de se entender e não precisam visitar templos para se sentirem bem, nem precisam de gurus, mestres, padres ou pastores. A satisfação sexual reflete em uma vida mais saudável sem necessidade de deuses e cultos. O Tantra lida com o hemisfério direito cerebral, com a experiência não verbal, com aspectos sensoriais que inferem diretamente no aspecto comportamental e também não é filosofia, pois o caminho de auto realização do Tantra é pela percepção de si mesmo (propriocepção), pelo reconhecimento e expansão de nossa sensibilidade e consciência, não pela compreensão das palavras ou pelo entendimento intelectual. A linguagem do tantra é experimental, vivencial e integrativa, nos possibilita um entendimento experimental, no qual alcançamos uma compreensão mais abrangente e mais significativa que aquela compreensão usual proveniente das palavras e do raciocínio lógico. Bjos no Coração Abraço na Alma Namastê! Saviitri Ananda - CRTH0230 FONTE: Tantra: O Caminho para a Plenitude

www.docplayer.com.br/1228627 Tantra - O Caminho da Aceitação - Osho

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo